Segurança do Trabalho

Serviços

O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) é um plano de ação voltado à preservação da saúde do trabalhador e do Meio Ambiente.

O Laudo de Insalubridade é o documento técnico-legal que estabelece se os empregados da empresa têm ou não direito ao recebimento do adicional de insalubridade (10%, 20% ou 40% do salário-mínimo), em virtude da exposição a agentes físicos, químicos e/ou biológicos, considerando os limites de tolerâncias estabelecidos pelas legislações e as proteções fornecidas pela empresa.

O Laudo Técnico de Avaliação de Periculosidade é elaborado de acordo com os critérios técnicos estabelecidos nos anexos da Norma Regulamentadora nº 16 do Ministério do Trabalho e Emprego (Inflamáveis, Explosivos e Radiações Ionizantes) e Decreto nº 93.412 de 14.10.86 (Eletricidade).
O referido laudo tem por objetivo analisar as atividades desenvolvidas nas empresas, que de maneira direta ou indireta, tenham envolvimento ou contato com explosivos, líquidos e gases inflamáveis, radiações ionizantes e eletricidade, avaliando se as mesmas são passíveis de gerar o direito ao recebimento do Adicional de Periculosidade.
O Laudo Técnico Avaliação de Periculosidade possibilita o estabelecimento de planos de ação preventivos e corretivos, visando à eliminação e/ou controle das situações de risco identificadas nas empresas, de forma a evitar ou minimizar os efeitos de um possível passivo trabalhista.

O Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção – PCMAT, oferecido pela Proderg, oferece alternativas na gestão em Engenharia de Segurança, Higiene Ocupacional e Meio Ambiente específicas para o setor de construção civil.

O Laudo de Segurança das condições sanitárias é um diagnóstico preventivo de riscos sobre a segurança, conforto e bem estar de funcionários e clientes.

A gestão de prestadores de serviços tem o objetivo de atender os requisitos legais e Politica e procedimentos do contratante, bem como aumentar a performance dos mesmos.

Desenvolvimento de procedimentos de SSMA, formulários, check list, para atendimento do sistema de gestão.

Este é um dos documentos necessários para renovação de alvará ou abertura de um estabelecimento potencialmente gerador de ruído, exigido por diversos órgãos municipais para o funcionamento da empresa

Treinamentos

O treinamento da comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) tem como finalidade capacitar seus integrantes nas práticas de Segurança e Saúde do Trabalho, com o objetivo de prevenir acidentes e doenças decorrentes do trabalho.

Treinamento admissional de 6h para orientação dos riscos existentes por atividades para prevenção de acidentes e doenças ocupacionais.

Organização da SIPAT da sua empresa com Palestras e atividades para qualidade de vida e bem estar.

Treinamento voltado para percepção de risco e mudança de cultura em SSMA.

Treinamento voltado para preparar multiplicadores de para realização de DDS através de 5 passos.

Atender a Norma Regulamentadora Seis (NR-6) do MTE que prevê a obrigatoriedade da realização do treinamento para os funcionários que utilizem qualquer tipo de EPI, a fim de capacitar e orientar os trabalhadores quanto à necessidade e uso correto dos equipamentos, visando garantir sua segurança e integridade física.

É responsabilidade do empregador: orientar e treinar o trabalhador sobre o uso adequado, guarda e conservação do EPI.

Proporcionar o conhecimento técnico necessário ao processo de entendimento da tabela 23 relacionado aos riscos químicos, físicos, biológicos, acidentes/mecânicos e ergonômicos.

Conforme item 10.6.1.1 Os trabalhadores que realizam intervenções em instalações elétricas, e suas proximidades, com tensão igual ou superior a 50 Volts em corrente alternada ou superior a 120 Volts em corrente contínua devem receber treinamento de segurança para trabalhos com instalações elétricas energizadas, com currículo mínimo, carga horária e demais determinações estabelecidas no Anexo II desta NR.

De acordo com o item 10.7.2 Os trabalhadores de que intervenham em instalações elétricas energizadas com alta tensão (acima de 1.000 V em corrente alternada, e de 1.500 V em corrente contínua) devem receber treinamento de segurança, específico em segurança no Sistema Elétrico de Potência (SEP) e em suas proximidades, com currículo mínimo, carga horária e demais determinações estabelecidas no Anexo II desta NR.

De acordo com o item 10.8.8.2, deve ser realizado um treinamento de reciclagem bienal e sempre que ocorrer alguma das situações a seguir:
a) troca de função ou mudança de empresa;
b) retorno de afastamento ao trabalho ou inatividade, por período superior a três meses; e
c) modificações significativas nas instalações elétricas ou troca de métodos, processos e organização do trabalho.
Conforme item 10.8.8.3, a carga horária e o conteúdo programático dos treinamentos de reciclagem destinados ao atendimento das alíneas “a”, “b” e “c” do item 10.8.8.2 devem atender as necessidades da situação que o motivou.
O treinamento de reciclagem pode ser oferecido customizado por setor (energia, telecomunicações, biomédica, química, etc), ou conforme orientações de cada cliente.

De acordo com o item 10.8.8.2, deve ser realizado um treinamento de reciclagem bienal e sempre que ocorrer alguma das situações a seguir:
a) troca de função ou mudança de empresa;
b) retorno de afastamento ao trabalho ou inatividade, por período superior a três meses; e
c) modificações significativas nas instalações elétricas ou troca de métodos, processos e organização do trabalho.
Conforme item 10.8.8.3, a carga horária e o conteúdo programático dos treinamentos de reciclagem destinados ao atendimento das alíneas “a”, “b” e “c” do item 10.8.8.2 devem atender as necessidades da situação que o motivou.
O treinamento de reciclagem pode ser oferecido customizado por setor (energia, telecomunicações, biomédica, química, etc), ou conforme orientações de cada cliente.

1. Histórico do gerenciamento de riscos.
2. Técnicas de análise preliminar de riscos.
3. Técnicas de investigação de acidentes.
4. Exercícios Práticos.

1. Histórico do gerenciamento de riscos.
2. Apreciação de riscos de segurança de máquinas e equipamentos (ABNT / ISO).
3. Seleção e categoria de segurança (ABNT / ISSO).
4. Exercícios Práticos.