Análises Ergonômicas

AET (Análise Ergonômica do Trabalho)

 

A PRODERG desenvolve as AET´s com base no que existe de mais avançado e juramentado no mundo, pautando todas as suas considerações na NR17, IS0´s/ NBR´s de Ergonomia tais como IS0´s 11228-1/2/3 (biomecânica membros superiores e inferiores), 11226 (trabalho estático), 10075 (carga mental do trabalho) , 7250 (antropometria), 20646 ( Investigação inicial) , 12296 (revisão família 11228).

Possui uma experiência de 25 anos no mercado, atuando em praticamente todos os segmentos e tipos de atividades, tais como aeronáutica, petrolífera, bancária, autopeças, automotiva, medicamentos, química, caminhões, agropecuária, entre outras.

 

Metodologia da AET

 

Identificação das problematizações, através de sistema qualitativo e quantitativo, que permita a definição do PLANO de AÇÃO. Construção de material que atenda a NR17 e possa servir de suporte para fiscalizações. Reitera-se que o desenvolvimento da Análise Ergonômica seguirá os preceitos do manual de aplicação da NR17, o qual preconiza as seguintes etapas:

• Análise da Demanda;
• Análise Global da Empresa;
• Análise da Tarefa;
• Análise da Atividade;
• Formulação do Pré-Diagnóstico e Diagnóstico;
• Recomendações e cronograma de implementações.

Temos modelos que atendem a todas as demandas, e que se adéquam à realidade e necessidade de cada cliente, independente de seu porte.

 

AEP ( Análise Ergonômica Preliminar)

 

A metodologia empregada, utiliza duas ferramentas IS0´s de ergonomia para definição das demandas e definição das severidades. O uso de ferramenta da família 11228-3 e 20646, permite juramentar bases para a definição do RISCO e correto preenchimento do PGR/GRO.

 

PGR / GRO

 

Elaboramos a análise através do uso das AET´s ou AEP´s, que fornecerão as bases para integrar a MATRIZ IPAR para definição do Risco Ergonômico.

 

Plano de Ação

 

A PRODERG, possui em seu quadro, profissionais técnicos especializados na condução ou apoio para desenvolvimento de Planos de Ação . Tratamos da revisão de recomendações contidas em AET´s ou mesmo para o desenvolvimento de novas propostas. Fazemos a projeção de resultados através de ferramentas IS0´s de Ergonomia.

 

Dashboard (Por Queixa / AET)

 

Todas as nossas metodologias, entre elas AET, AEP, BIPOLAR, WISE, Home Office entre outras possibilitam a construção de DASHBOARDS consolidados, permitindo melhorar muito a GESTÃO.

 

Análise Ergonômica Simples

 

Essa análise é indicada para empresas de pequeno e médio porte que necessitam de um levantamento sucinto e que atenda aos preceitos dos órgãos competentes. O centro da analise é a descrição da atividade, identificando as problemáticas presentes e indicando as recomendações.

 

Análise Ergonômica Intermediária

 

Nesse modelo de análise algumas questões são aprofundadas e descritas com maior grau de detalhamento, o eixo central continua sendo a descrição da atividade e alguns itens como a organização do trabalho por exemplo, é descrito em subitens como pausas, rodízios, treinamentos, horas extras, entre outros, a ambiência traz as medições com comparativo das referencias e identificando as não conformidades, o roteiro de problematizações é divido em três categorias, física, organizacional e cognitiva e determina as prioridades de ação.

 

Análise Ergonômica Complexa

 

Esse modelo é aplicado a demandas de ergonomia complexa analisando e descrevendo de forma detalhada os dados populacionais, a organização do trabalho, organização da produção, tarefa prescrita, a atividade, analise entre tarefa prescrita e atividade, as verbalizações dos trabalhadores, todas as ferramentas validadas e reconhecidas e adequadas a situação de trabalho são aplicadas, o mobiliário do posto, equipamentos, maquinários, layout e dimensões, a ambiência, avaliação de satisfação dos trabalhadores e as problemáticas em classes postural, dimensional, instrumental, informacional, acional, comunicacional, organizacional, gerencial, econômico social, sócio relacional, físico ambiental, químico ambiental, arquitetural, acidentário, natural, sensório fisiológico, psiconeurofisiologico e cognitivo, identificando as prioridades de ação através de ferramenta conhecida e validada.

 

Análise ISO 20646

 

A pré-análise desenvolvida pela PRODERG atende aos requisitos contidos na ISO 20646, a qual contem uma metodologia eficaz para definição das demandas existentes que requeiram a realização da Análise Ergonômica Complexa. Permite direcionar o analista para outras ISO`s de Ergonomia que melhor responde a problemática identificada.

 

Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário – NTEP

 

A Análise de Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário desenvolvida pela PRODERG visa avaliar a queixa em função das exigências laborais para definição de nexo através do atendimento dos requisitos contidos no manual de aplicação da NR 17, preceitos contidos nas ISO`s de Ergonomia e utilização de ferramentas complementares de análise.

 

Ergonomia Complexa em Acidente de Trabalho – ECAT

 

A Ergonomia Complexa de Acidente de Trabalho desenvolvida pela PRODERG trata-se de uma análise extremamente aprofundada, na qual utiliza-se de métodos internacionalmente recomendados, objetivando a compreender os acidentes de trabalho como fenômenos resultantes de uma rede de fatores em interação. É necessário entender no que consiste o trabalho, sua variabilidade, como ele se organiza, quais as dificuldades para sua realização com sucesso pelos trabalhadores, os mecanismos e o funcionamento das proteções, a fim de compreender os riscos, solucionar problemas e proteger pessoas.